fundador da Web chama para a conta Internet dos direitos

Web founder calls for Internet bill of rights

A declaração de direitos deverá ser criado para governar a Internet, na sequência de revelações sobre a profundidade da vigilância do governo, o inventor da World Wide Web, disse na quarta-feira.

Tim Berners-Lee fez a proposta como parte do “web queremos” campanha para uma Internet aberta, exatamente 25 anos depois que ele apresentou pela primeira vez um papel com os planos para a World Wide Web.

“Precisamos de uma constituição mundial — uma carta de direitos,” ele disse ao Guardian.

“A menos que tenhamos um diálogo aberto, Internet neutra que podemos confiar sem se preocupar com o que está acontecendo na porta traseira, não podemos ter um governo aberto, boa democracia, boa saúde, comunidades e diversidade da cultura ligados,” ele disse.

“Não é ingênuo pensar que podemos ter que, mas é ingênuo pensar que podemos apenas sentar e obtê-lo.”

A campanha convida web-usuários ao redor do mundo para elaborar um “Usuários de Internet Bill of Rights para o seu país, da sua região ou para todos”.

Berners-Lee tem constantemente campanha por menos controles na web, e elogiou o ex-empreiteiro de inteligência dos EUA Edward Snowden depois de ter revelado detalhes de como o governo dos Estados Unidos recolhe massas de dados on-line.

Berners-Lee alertou que os direitos das pessoas eram “sendo violados cada vez mais em todos os lados” e que os utilizadores da Internet estavam se tornando complacentes com sua perda de liberdades.

“Então, eu quero usar o 25º aniversário para todos nós para fazer isso, para levar a web para trás em nossas próprias mãos e definir a web que queremos para a próxima 25 anos,” ele disse.

Berners-Lee concebeu a Web quase 25 anos atrás, em seu tempo livre em Genebra com base em CERN, top laboratório de física de partículas da Europa.

fonte: afp.com

Reforçada pela Zemanta